Connect with us

Cultura Pop

The Frans produzem “I Flow”, o primeiro hit do projeto Aladas

Published

on

O novo single traz o questionamento entre a libertação individual ou a adesão dos padrões impostos pela sociedade

Populares nas redes sociais com os jovens, as gêmeas The Frans lançarão no próximo mês de fevereiro “I Flow”, o primeiro hit do projeto Aladas, álbum que contará de forma intimista e reveladora a construção de faixas baseadas em temas que compõe o significado da palavra.

“I Flow” exibe um instrumental com fortes influências do estilo norte-americano, mas preservando a sua base no “R&B Contemporâneo”, a maior influência das artistas.

A canção ainda traz à tona uma luta interna entre mundos invertidos, sendo o mundo do “ego excessivo”, imposto pelos padrões das sociedades, e o mundo da “essência”, em que as pessoas podem se libertarem para serem o que realmente são.

Advertisement

Apresentando elementos do TRAP, como bumbos fortes e graves, sintetizadores, a nova música das irmãs The Frans possui um beat eletrônico de primeira linha e melodias envolventes, que ligadas à letra, dá à mesma uma cara de “super hit”.

Sobre The Frans

Nascidas em Sorocaba,  interior de São Paulo,  as gêmeas The Frans são cantoras e compositoras Pop e R&B Contemporâneo. Com mais de 23 mil visualizações e ouvintes nas plataformas de vídeo e música, os seus fãs são, em sua maioria, jovens de 16 a 30 anos, muito envolvidos com o movimento LGBTQIA+.

Em 2017 lançaram o seu primeiro single “Move” no programa Máquina da Fama, de Patrícia Abravanel no SBT. O sucesso no programa e de ouvintes garantiu uma série de shows na China por 7 meses, na cidade de Tianjin. Também foram convidadas para participar como juradas no “Canta Comigo”, da Colômbia.

Em 2019, as irmãs se dedicaram ao seu EP autoral #THEFRANS que teve o lançamento até dezembro do mesmo ano.

Advertisement

Atualmente The Frans se apresentam fazendo shows em Lives que promovem o EP #THEFRANS, postam covers consagrados, todas em versões exclusivas com arranjos únicos, baseado em influências musicais da Black Music, e trabalham na criação das próximas canções autorais, que tem como objetivo o desenvolvimento do seu conceito de transformação, cura e seus valores de autoconhecimento, empatia, espiritualidade e amor.

As irmãs The Frans acreditam que “tornar-se alguém” é a doença do EGO, e “SER” é a saúde que vem da essência.

Instagram:  @thefranstwins

Advertisement

Cultura Pop

Nova música de Sarah Beatriz é sucesso no YouTube

Published

on

By

Com poucos dias de lançamento, “Pentecostes” ultrapassa a marca de um milhão de visualizações e promete ser mais um hit na trajetória de Sarah Beatriz. O lançamento, que faz parte do recente trabalho da cantora, era muito aguardado pelo público que esteve presente na gravação, realizada totalmente ao vivo, em São Paulo.

No início do ano, Sarah movimentou a internet ao anunciar mais detalhes sobre o seu novo DVD. A artista, que soma mais de oito milhões de seguidores nas redes sociais, se surpreendeu ao ver que o primeiro lote de ingressos foi esgotado em pouquíssimas horas – Vale lembrar que quando Neymar, Ludmilla e Mc Daniel gravaram vídeos convidando o público para o evento, os fãs da cantora ficaram ainda mais entusiasmados.

Ao todo, quatro mil pessoas estiveram presentes no dia e, desde então, aguardavam ansiosos por cada single desta nova fase. “Durante a produção musical, eu já imaginava que ‘Pentecostes’ seria uma das canções preferidas, porém, não tinha noção que ela tomaria tamanha proporção e alcançaria tanta gente tão rápido. No dia seguinte da gravação, eu já estava recebendo inúmeras mensagens perguntando quando seria o lançamento dela e estou feliz demais com a repercussão”, comentou a cantora, que vem tendo cada vez mais destaque no cenário nacional, uma vez que se tornou figura frequente em diversos programas da TV aberta.

O single é uma composição autoral de Sarah Beatriz juntamente com o produtor Hananiel Eduardo. A música fala sobre Pentecostes, uma festa cristã que comemora o momento em que, de acordo com a Bíblia, o Espírito Santo desceu sobre os discípulos de Jesus. Esta data, ainda hoje, é celebrada por muitas denominações cristãs ao redor do mundo 50 dias após a Páscoa.

Advertisement

A performance de Sarah e o coral de vozes que a acompanham tornaram este momento um dos mais emocionantes de sua trajetória. Com apenas 25 anos, ela tem despontado como uma das cantoras mais relevantes do segmento gospel. O seu primeiro trabalho em parceria com a gravadora Musile Records, por exemplo, contou com seis faixas, entre elas, os hits “O Medo Não Vai Me Parar”, “Promessas”, com Samuel Messias, e a releitura de “Todavia me Alegrarei”.

Atualmente, Sarah possui cerca de dois milhões de inscritos no YouTube e o seu repertório ultrapassa a marca de 600 milhões de plays nos aplicativos de música. Seu novo projeto é composto por nove músicas, além das participações especiais de grandes nomes do segmento: Bruna Karla, Mauro Henrique e Eli Soares, vencedor do Grammy Latino em 2023 na categoria Melhor Álbum Cristão.

Assista “Sarah Beatriz – Pentecostes”: https://hi.switchy.io/assista-pentecostes

Advertisement
Continue Reading

Cultura Pop

CCBB Educativo – Lugares de Culturas estreia nova programação no mês de junho inspirada na exposição “Luz Æterna – Ensaio sobre o Sol” no CCBB Rio

Published

on

By

O mês de junho começa com um conjunto de novidades na programação do CCBB Educativo – Lugares de Culturas, entre elas uma nova seleção de histórias na Hora do Conto e as visitas à exposição “Luz Æterna – Ensaio sobre o Sol”, com diferentes atrações associadas e Encontro com Educadores. Outra novidade para o mês é o Orquestrando Sonoridades, que oferece um mergulho no mundo musical por meio de instrumentos não convencionais, como raladores, tubos e outros objetos do cotidiano. A ideia é explorar sonoridades únicas e descobrir como a música permeia os ambientes de maneiras inesperadas. Essa atividade acontece aos sábados e nos feriados, às 14h, e aos domingos às 12h, na sala do Programa Educativo, no 1 º andar do CCBB RJ, localizado na Rua Primeiro de Março, 66.

Dia 08, sábado, às 10h,o Encontro com Educadores oferece uma oportunidade única de dialogar com a artista multimídia e professora da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Cila Mac Dowell, que traz questões relacionadas à temática da exposição “Luz Æterna”, que estreia no CCBB Rio no dia 5 de junho.

Cila é doutora em Artes Visuais pela UFRJ. Seu trabalho desenvolve pesquisa na ativação de campos artísticos pela experimentação fenomenológica da luz, do som e campos eletromagnéticos orientados por campos afetivos, apresentados em performances ao vivo. Ela tem especialização em escultura pela Tyler School of Art – Temple University, na Filadélfia (EUA) e mestrado em Arte e Tecnologia pela Universidade de Brasília. O encontro é uma atividade destinada aos educadores de instituições, ONGs e outros projetos. No evento, serão sorteadas viagens de ônibus para alunos de escolas públicas (municipais, estaduais e federais), localizadas na região metropolitana do Rio de Janeiro, para visita à exposição. O evento acontecerá no auditório do 3º andar do CCBB Rio.

A atividade Hora do Conto também selecionou novos contos para a apresentação para “gente grande” (acima dos 12 anos) e para as destinadas às famílias. “Zóin” é um texto de Barbara Barbosa sobre um moleque que perde o sono toda noite. Sua mente corre solta e ele só consegue dormir pela manhã, já na hora de acordar. Até que em seu quarto passa a frequentar uma figura feminina misteriosa, que lhe conta histórias até que ele mergulhe no mar de seus sonhos. Porém, um dia, algo de misterioso acontece e os encontros de moleque com sua amiga noturna deixam de acontecer. Agora, ele terá que tomar decisões baseadas em sua coragem para encontrar aquela quem lhe concede o sono, e, mesmo sem saber, seu próprio destino. A história de Zóin e Rosa no CCBB RJ, é contada às 17h, na atividade “Hora do Conto Para Gente Grande”.

Advertisement

Também para gente grande é “A Carteira”, um texto de Machado de Assis contado por Gabriele Bornier. Nele, Honório enfrenta um dilema quando encontra uma carteira no meio da rua. Sofre com a dúvida entre quitar uma dívida ou manter a consciência tranquila. Neste conto, Machado de Assis consegue, em poucas páginas, deixar o leitor curioso e aflito. E, como sempre, mostra algo surpreendente no fim.

Já para as famílias, às 13h, o conto apresentado por Maria Antônia Ibraim e Raphael Rodrigues é o Sumaúma , uma história repleta de segredos e significados. Uma aventura no coração verde e denso da floresta amazônica, onde um homem se encontra diante de uma decisão crucial sobre derrubar a majestosa Sumaúma, conhecida pelos indígenas como a rainha da floresta. O dilema é: será que ele terá coragem de destruir esse símbolo de grandeza e vida? O CCBB Educativo Lugares de Culturas convida a resolver essa questão no Ateliê Aberto – Sala do Programa Educativo – 1º andar, nos sábados, domingos e feriados: 13h (famílias) // 17h (acima 12 anos).

Já no dia 12/06, quarta-feira, O CCBB Educativo – Lugares de Culturas inicia as Visitas Mediadas à exposição “Luz Æterna – Ensaio sobre o Sol”. Nelas, o educador acompanha o público, agendado ou não, pela galeria, e, por meio de conversas, propõe reflexões que promovem novas percepções sobre o acervo exposto. Durante essas visitas os educadores estimulam o diálogo com os visitantes, por meio da escolha de um percurso, que leva em consideração os temas abordados na exposição e o público.

A exposição, tem o sol como elemento central e aborda as dimensões da luz para humanidade por meio da arte. A mostra é composta porte obras imersivas, criadas por artistas brasileiros, de maneira a proporcionar experiências sensoriais. Elas representam um movimento chamado de “new media art”. As obras utilizam dados em tempo real de acontecimentos solares, nas quais o visitante se transforma em partículas e faz um entrelaçamento poético com o astro, e outras em que a proposta é refletir sobre o universo.

Daniela Chindler, coordenadora do CCBB Educativo -Lugares de Culturas, destaca que na exposição Luz Æterna – Ensaio sobre o Sol, a arte contemporânea se reconecta com os atributos, significados e representações solares e, para além da visão, ressalta o corpo e os sentidos. Mostra, ainda, como a estrela moldou o universo e afeta nossas vidas, além de convidar a pensar sobre como a natureza, a tecnologia e a sociedade estão conectadas.

Advertisement

As visitas ocorrerão às segundas e quintas às 11h, 16h e 18h; às quartas e sextas, às 16h; sábados, às10h e domingos, às 18h.

Os ingressos para as Visitas Mediadas podem ser retirados no site do CCBB, na aba do CCBB Educativo, onde é possível selecionar a exposição que deseja visitar com a mediação dos arte-educadores. Os ingressos podem ser obtidos também na bilheteria física do CCBB Rio.

Continue Reading

Cultura Pop

Circuito “As Oralidades Contam Trinta, com 30 Contos de Reis” promove encontro com a literatura em São Paulo

Published

on

By

“As Oralidades Contam Trinta, com 30 Contos de Reis” é um circuito gratuito de ações de contação de histórias que promete encantar e educar o público em São Paulo. Teve sua concepção feita pela escritora, contadora de histórias e mediadora de leitura Andréa Sousa e é uma realização do Instituto Muda Brasil e da Secretaria de Cultura, com apoio da Subprefeitura de Santo Amaro e apoio cultural da vereadora Janaina Lima.

O evento está sendo realizado nos dias 27 e 28 de maio, 5 e 10 e 12 de junho, em vários espaços culturais na Zona Sul e no Centro de São Paulo, incluindo o Centro Cultural Santo Amaro, Biblioteca Belmonte e Vila Reencontro Anhangabaú.

O circuito “As Oralidades Contam Trinta, com 30 Contos de Reis” é uma celebração da arte de contar histórias, reunindo mestres contadores e mediadores de leitura para uma série de atividades literárias. O evento inclui palestras, oficinas, vivências e cortejos, com a finalidade de promover a ludicidade, a preservação da memória e a diversidade cultural. “A contação de histórias é essencial na constituição da integridade humana, possibilitando bem-estar e acesso à cultura”, destacam os organizadores.

Programação diversificada para todas as idades

Advertisement

A programação do evento é ampla e diversificada, abrangendo todas as faixas etárias. A abertura oficial ocorreu no dia 27 de maio, às 10h, no Teatro Leopoldo Fróes do Centro Cultural Santo Amaro, seguida por um cortejo com 30 contadores e uma contação de histórias com Carlos Sereno. Palestras com personalidades como Marco Aurélio, discutindo “Literatura Oral – Ancestralidade: Veio e Escoadouro das oralidades”, e a vereadora Janaina Lima, abordando “Políticas Públicas para a Primeira Infância”, também fizeram parte do primeiro dia.

O dia 27 ainda teve apresentações de “Contos Interativos” em CEI’s, EMEI’s, e no Centro Cultural Santo Amaro e no Auditório da Biblioteca Belmonte, às 15h. No dia 28 de maio, a programação seguiu com mais apresentações de “Contos Interativos” na Vila Reencontro Anhangabaú, às 10h. As atividades se estendem para os dias 5, 10 e 12 de junho, com programações adicionais em CEI’s, CEU’s e no Centro Cultural Santo Amaro.

Cultura de paz e valorização das ancestralidades

O circuito é uma iniciativa que reforça a importância da cultura de paz e da valorização das ancestralidades. “É fundamental promover a convivência criativa e proativa do público, especialmente em tempos onde a valorização da memória cultural é urgente”, afirma um representante do Instituto Muda Brasil. As atividades estão desenhadas para envolver o público, despertando interesse, aprendizado e apreciação pela cultura, enquanto promovem um ambiente de paz e integração.

Ao explicar o programa, Andréa informa que a programação visa instigar a capacidade da inteligência humana de contar e ler história, bem como sua importância no desenvolvimento humano.

Advertisement

“Todas ações deste evento são inspiradas na importância da contação de histórias, na necessidade do lúdico e na beleza do lúdico. Tudo pensado para todas as faixas etárias”, explica. “Esta experiência nós chamamos de ludicidade literária, é um projeto inspirador, transformador e embasador”, complementa.

O festival é uma realização do Instituto Muda Brasil em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e conta com a produção de Teka Pinheiro e Vera Catani. O evento está sendo realizado em locais estratégicos na Zona Sul e no Centro de São Paulo:

Centro Cultural Santo Amaro: Av. João Dias, 822 – Santo Amaro, São Paulo – SP, 04724-001. Telefone: (11) 98397-3660

Biblioteca Belmonte: R. Paulo Eiró, 525 – Santo Amaro, São Paulo – SP, 04752-010. Telefone: (11) 5687-0408

Vila Reencontro Santo Amaro: Praça Dom Francisco de Sousa, 126 – Santo Amaro, São Paulo – SP, 04745-050

Advertisement

Ficha Técnica

Realização: Instituto Muda Brasil e Secretaria Municipal de Cultura da cidade de São Paulo

Concepção: Andréa Sousa

Apoio: Subprefeitura de Santo Amaro e Centro Cultural Santo Amaro

Produção: Teka Pinheiro e Vera Catani

Advertisement

Assessoria de Comunicação e Imprensa: MM7 Comunica

EVENTO ABERTO PARA O PÚBLICO EM GERAL – GRATUITO

@Institutomudabrasil

@criativosbr.arte

@ccsantoamaro

Advertisement

Continue Reading

Mais Lidas

Copyright © TimeOFFame - Todos os direitos reservados