Connect with us

Negócios

Mesa proprietária é trampolim para ganhar dinheiro e investir o próprio capital

Published

on

Sucesso obtido neste mercado atrai TC que conta com uma das maiores comunidade de investidores da América Latina

Saber operar no day trade, mas não ter capital suficiente para ganhar muito dinheiro ou não querer arriscar a própria poupança. Esta é a dor de muitos investidores que vem a ser curada pela mesa proprietária, instituição que empresta o próprio capital para que profissionais operem. O negócio, muito disseminado no mercado internacional, tem crescido no Brasil e acaba de conquistar um novo player de peso, o grupo TC, que conta com uma das maiores comunidades de investidores da América Latina. Por meio da parceria com o Antonio Marcos Samad Júnior, empresário pioneiro no segmento, foi criada a startup TC Star Desk e a mesa já está selecionando seus traders.

O primeiro profissional a passar no processo seletivo é o sergipano residente em São Paulo, Lenivaldo Santos Andrade. Porteiro de um condomínio residencial desde 1996, ele viu no mercado financeiro uma forma de incrementar a renda e a mesa proprietária amplia esta oportunidade. “O day trade me garante o dobro do meu salário como porteiro. Só não deixo o trabalho no sistema CLT porque ele me dá uma certa segurança”, conta. Seu objetivo de longo prazo e juntar dinheiro como trader para investir em ações e poder contar com uma renda passiva na aposentadoria.

Autodidata, Andrade precisou de apenas dois dias na mesa de operação para mostrar que pode fazer day trade na mais nova mesa proprietária do país. Seu primeiro contato com o mercado de ações aconteceu em 2019, quando passou a acompanhar um influenciador financeiro no YouTube. Como sempre gostou de estatística e tem facilidade com a tecnologia do sistema de operação, ele resolveu se arriscar. “Abri conta em uma corretora e comecei a operar. Só me baseei nos ensinamentos do youtuber. O fato de gostar de matemática me ajudou bastante. Sou do tipo que fazia estatísticas de jogo de loteria, sabe. Tenho facilidade com matemática e com disciplinas de exatas em geral”. Dois anos depois, ele descobriu a existência de mesas proprietárias. Conseguiu entrar de primeira em uma das pioneiras no mercado brasileiro, onde ficou até trocá-la pela TC Star Desk.

Advertisement

“É comum as pessoas começarem sem muito conhecimento. E é por isso que tem tanta gente perdendo dinheiro. O Lenivaldo tem a favor o fato de ser um autodidata, ter facilidade com números e estratégias. Mesmo assim ele perdeu dinheiro no início. O ideal é estudar treinar e começar por meio de mesa proprietária para não arriscar o próprio capital. Quando a pessoa adquirir experiência e segurança, aí sim, vai para o mercado com o próprio capital”, ensina Samad Jr, CEO do TC Star Desk.

Com sede em São Paulo, a TC Star Desk, além do mercado nacional Futuros e mercado nacional ações, pretende operar no mercado internacional de índices, ações americanas, Forex (internacional) e criptomoedas. Os traders passam por avaliação antes de serem admitidos e vão operar por meio de uma plataforma que estipula parâmetros máximos de perda para que os riscos sejam reduzidos ao máximo, tanto em benefício da empresa quanto do trader.

A ideia de atuar como mesa proprietária está em linha com a história do TC, que surgiu de um grupo de WhatsApp formado por pessoas interessadas em trocar informações sobre ações e o mercado financeiro. O grupo, formado por gestores e analistas, conversava sobre as razões para comprar ou vender determinados ativos na Bolsa de Valores. Desta forma eles conseguiam suprir a necessidade de informações de pequenos investidores.

O negócio tomou corpo e não demorou para que aquela rede social incorporasse dados financeiros e notícias de mercado transformando o TC em uma prestadora de serviços financeiros para pessoas físicas e jurídicas, incluindo grandes investidores. “A atuação no segmento de mesa proprietária vem complementar nosso rol de iniciativas no mercado financeiro. Além de agregar valor, a mesa proprietária é uma forma de contribuir para que novos profissionais do setor adquiram experiência, aumentando, desta forma, o número de operadores especializados no mercado financeiro”, comenta o CEO do TC, Pedro Albuquerque.

A aliança com Samad é vista como essencial para o sucesso da Star Desk. Ele traz na bagagem experiência de mais de 20 anos no mercado financeiro, além do que foi pioneiro em trazer para o Brasil o conceito de mesa proprietária ao participar da fundação da Axia Investing, empresa que atraiu mais de 4 mil traders desde o ano de sua fundação em 2017.
“Vejo essa como uma oportunidade única para tornar o segmento de mesa proprietária mais forte e conhecido no mercado brasileiro. Até porque, o TC conta em sua plataforma com muito conteúdo, que terá grande utilidade no aprimoramento dos operadores que vierem a trabalhar conosco. Não tenho dúvidas de que a Star Desk tem um futuro brilhante pela frente”, afirma Samad.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement

Negócios

Romantismo nos pés: Bottero traz opções de presentes para o Dia dos Namorados

Published

on

By

De sapatilhas a botas cano alto, presentes mais que românticos para agradar os apaixonados

A Bottero, uma das principais marcas de calçados na América Latina, tem opções de presentes para casais que não abrem mão do romance principalmente na hora de se vestir. Suas sapatilhas trazem leveza para encontros casuais durante à tarde, especialmente em dias ensolarados.

Já os slingbacks são ótimos para aficionados em filmes de romance, impossível não se sentir dentro de uma trama com elas nos pés. Ao mesmo tempo que são elegantes, possuem um toque de sensualidade. São perfeitas para acompanhar em encontros tanto à noite quanto durante o dia.

As botas cano alto farão qualquer romântico querer ser transportado para um romance parisiense. Elas são ótimas para encontros em uma tarde ou noite de outono. E são totalmente versáteis para looks de inverno.

Advertisement


Confira a seguir algumas opções da marca que além de serem excelentes presentes para o Dia dos Namorados, também são tendências do outono/ inverno 2024:

Slingback BOTOLIVIA
Sapato scarpin em couro Atanado Napoli canela. De salto ampulheta baixo e bico fino. Modelo possui traseiro aberto com tira ajustável e fivela de metal dourado.

Preço sob consulta
www.bottero.net

Sapatilhas BOTSAMYA
Sapatilha em Couro Metalizado Prata. De solado rasteiro e bico quadrado. Possui uma tira ajustável que envolve o tornozelo com fivela metal prata e detalhes de cravos em prata. Os metais garantem um toque rocker para a produção de seu look, garantindo um visual moderno para as produções.

Preço sob consulta
www.bottero.net

Bota Cano Longo BOTSCALA
Bota cano longo em couro Atanado Napoli preto. De salto bloco alto e bico quadrado. Possui capa sobre o cano e zíper interno que facilita o calce. Detalhe de fivela em metal onix na lateral externa.

Advertisement

Preço sob consulta
www.bottero.net

Bota Cano Longo BOTHOPPER
Bota cano longo em couro burnish wood. De salto bloco alto e bico fino. Possui zíper médio na lateral interna e rugas no cano.

Preço sob consulta
www.bottero.net

Sobre a Calçados Bottero
A Bottero é uma das maiores fabricantes de calçados do país. Através da dedicação e talento de seus 2.500 funcionários, a empresa produz até 18 mil pares de sapatos por dia. Todos feitos a partir do minucioso trabalho de pesquisa desenvolvido pela equipe de estilistas da marca, que viaja ao exterior para acompanhar desfiles e feiras, e também ao interior do Brasil, para identificar regionalismos e novos materiais. Chegam à linha de produção apenas os modelos que atendem ao objetivo da empresa, que é oferecer sapatos femininos com design, conforto e qualidade num mesmo produto. Os sapatos produzidos pela marca têm o couro como uma de suas principais matérias-primas, sendo comercializados em mais de 5 mil pontos de venda no Brasil e para os cinco continentes.

Advertisement
Continue Reading

Negócios

Cinépolis e BIC se unem para criar combo divertido para crianças

Published

on

By

*A novidade vai permitir que os pequenos possam colorir o combo com os produtos BIC. As vendas começam hoje (16)

A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina, tem o prazer de anunciar o lançamento do Combo Cinépolis Junior, um produto desenvolvido em parceria com a BIC, marca mundialmente conhecida por seus artigos de papelaria, lâminas e isqueiros, com o objetivo de tornar ainda mais divertida a experiência das crianças durante suas idas ao cinema.

O Combo Cinépolis Junior é composto por uma caixa para colorir, que dentro possui um blister com 12 lápis de colorir BIC Evolution, uma caixa de lápis de cores, uma cartela de adesivos personalizada Cinépolis, uma pipoca mini e um refrigerante de 300ml.

Disponível em todas as unidades da Cinépolis, o Combo Cinépolis Junior vai tornar a ida ao cinema ainda mais perfeita, proporcionando uma experiência mais especial e divertida para os pequenos espectadores. Combinando entretenimento, criatividade e sabor, este combo promete conquistar o coração das crianças e dos pais em todo o Brasil.

Advertisement

Sobre a Cinépolis 

A Cinépolis é a maior operadora de cinemas da América Latina, com um total de 878 cinemas, 6.759 salas 100% digitais, em 19 países.

Desde sua chegada ao Brasil em 2010, é a rede com maior crescimento no mercado. Atualmente, opera 57 cinemas em todo o Brasil com 423 salas, com destaque para marcas como Macro XE, IMAX, 4DX, VIP e Junior. A Cinépolis é a maior operadora de salas VIP do mundo e, no Brasil, foi a pioneira na implantação da tecnologia 4DX – que permite o movimento das poltronas e gera mais de 20 efeitos especiais sincronizados com o filme.



Em 2023, pela sexta vez, o Cinépolis JK Iguatemi foi eleito pelo Guia da Folha como o melhor cinema da cidade de São Paulo (2015, 2017, 2018, 2020, 2022 e 2023). E sua sala IMAX foi apontada três vezes como a melhor projeção do circuito (2020, 2022 e 2023). O Guia da Folha também escolheu o Cinépolis Jardim Pamplona como o cinema com a melhor acessibilidade de São Paulo (2023). 

A IMAX do JK Iguatemi também foi escolhida duas vezes pelo Guia Divirta-se (Estado de S.Paulo) como “Melhor Sala Premium” de São Paulo (2017 e 2019). Durante dois anos, a rede Cinépolis ficou em 1º lugar no “Prêmio Estadão Melhores Serviços”, na categoria redes de cinema (2016 e 2017).



Advertisement

A constante inovação e o bom desempenho são reconhecidos com diversos prêmios, dentre eles: Melhor Exibidor por quatro anos consecutivos (2011, 2012, 2013 e 2014), concedido no Prêmio ED (Exibição & Distribuição), realizado pelo Sindicato das Empresas Exibidoras do Estado de São Paulo.

Mais informações, acesse: http://www.cinepolis.com.br

Siga-nos nas redes sociais 😉

Facebook: https://www.facebook.com/cinepolisbrasil/

Twitter: https://twitter.com/cinepolisbrasil

Advertisement

Instagram: @cinepolisbrasil 

Sobre a BIC

Como líder mundial em artigos de papelaria, isqueiros e lâminas, a BIC traz simplicidade e alegria ao cotidiano. Há mais de 75 anos, a empresa tem honrado a tradição de oferecer produtos essenciais de alta qualidade e acessíveis para consumidores em todo o mundo. Por meio desta dedicação inabalável, a BIC se tornou uma das marcas mais reconhecidas e é uma marca registrada mundialmente. Hoje, os produtos da BIC são vendidos em mais de 160 países ao redor do mundo e apresentam marcas icônicas como BIC Kids™, BIC FlexTM, BodyMark by BICTM, Cello®, Djeep, Lucky Stationery, Rocketbook, Soleil®, Tipp-Ex®, Us. TM, Wite-Out®, Inkbox e muito mais. Em 2023, as vendas líquidas da BIC foram de €2.263 milhões. A empresa está listada na Euronext Paris, faz parte dos índices SBF120 e CAC Mid 60 e é reconhecida por seu compromisso com o desenvolvimento sustentável e educação. Recebeu uma pontuação de liderança A- do CDP. Para mais informações, visite www.bic.com ou nos siga no LinkedIn, Instagram, Twitter ou YouTube.

Advertisement
Continue Reading

Negócios

Aprovação da MP que limita compensações tributárias abre temporada de judicialização

Published

on

By

Para especialistas, a norma ataca um direito das empresas e será responsável por um impacto muito grande nas organizações de menor fluxo de caixa

O Senado aprovou, no último dia 14 de maio, o projeto de conversão decorrente da medida provisória (MP) 1.202/2024, que limita a compensação tributária para créditos originados em decisões judiciais transitadas em julgado. A regra, que agora só depende da sanção presidencial para entrar em vigor, afeta contribuintes que, por decisão judicial definitiva, têm direito a receber valores cobrados indevidamente pela União e querem optar por compensar esses valores com débitos tributários futuros. Na opinião de especialistas, as restrições impostas reduzem direitos conquistados pelas empresas e devem motivar um aumento substancial de ações judiciais com o objetivo de manter as condições anteriores. De acordo com a Agência Senado, os limites valem apenas para créditos acima de R$ 10 milhões.

Vitor Santos, CEO da Revizia, startup especializada em auditoria e compliance fiscal, comenta que essa limitação ataca um direito líquido e certo das empresas e será responsável por um impacto muito grande, principalmente para as empresas cujo fluxo de caixa é menor. “As discussões judiciais certamente aumentarão ainda mais, o que deixa uma situação de incerteza no ordenamento. Este tipo de iniciativa reforça o desconforto no ambiente corporativo por saber que o Executivo pode mudar as regras do jogo a qualquer momento no meio da partida”, diz.

Segundo ele, para entender melhor esse assunto, é fundamental ir à origem desses débitos a serem compensados que remete à decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no Tema 69 de Repercussão Geral – chamada de “Tese do Século” – que determinou a inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS e da Cofins. Com isso, muitas empresas conseguiram fazer compensações tributárias, ou seja, pegar um valor que elas já tinham feito o pagamento a maior e compensar com um valor que elas deveriam pagar como obrigação de outro tributo.

Advertisement

“Como as empresas tiveram seus pleitos reconhecidos judicialmente, com trânsito em julgado, deveriam ter o direito e a liberalidade de escolherem quando e como vão utilizar esses créditos, de acordo com suas necessidades de fluxo de caixa e sazonalidades comerciais, dentre outros critérios a serem deliberados pelas próprias empresas”, argumenta.

O relator da proposta aprovada no Senado, deputado Rubens Pereira Júnior (PT-MA), argumenta que as empresas que não desejarem parcelar a compensação podem inscrever a dívida como precatório e receber tudo de uma vez, mas somente no futuro.

Sobre o Revizia

Fundada em 2016, o Revizia é uma empresa especializada em auditoria e compliance fiscal que atua por meio de uma plataforma SaaS baseada em machine learning. Sua operação tem por objetivo facilitar e dinamizar o trabalho dos profissionais do mercado tributário, contábil e fiscal. Para isso, ela oferece soluções voltadas à captura e armazenamento de documentos fiscais, além do cruzamento técnico de informações capazes de apontar inconsistências e oportunidades de recuperação tributária. Para saber mais acesse:  Link

Advertisement
Continue Reading

Mais Lidas

Copyright © TimeOFFame - Todos os direitos reservados