Connect with us

Geral

Em meio à pandemia, ser videomaker é uma solução, afirma Daniel Cajal

Published

on

Daniel Cajal - Foto Acervo Pessoal

Se tem um setor que está crescendo, mesmo que a pandemia ainda esteja presente, é o setor de produção de vídeos. Daniel Cajal é uma das grandes referências deste assunto no Brasil, e explica como se tornar um profissional desta área pode ser um caminho valioso para quem deseja sair da crise.
Que a pandemia trouxe inúmeros prejuízos para o setor econômico no Brasil, isso não é segredo para ninguém. Por outro lado, nem tudo está perdido, e existe uma oportunidade de crescimento. Sim, o setor de produção audiovisual está em ritmo de crescimento, e por isso a dica é clara: Pegue sua câmera, se prepare e capte boas imagens. Afinal, seu bolso agradece!

Desde a popularização da televisão, o vídeo se tornou o meio ideal para anunciantes diversos venderem produtos e ideais. Atualmente, uma das formas de conquistar público e fidelização de clientes é publicar estes conteúdos na internet. Por isso, um filme bem feito consegue chamar a atenção e atingir seu objetivo. Neste sentido, o Videomaker é aquele profissional responsável por captar, editar e finalizar estes materiais, o que torna destacada esta profissão.

Referência no Brasil quando se fala neste assunto, o Videomaker Daniel Cajal detalha como a pandemia abriu de vez as portas para estes profissionais na internet: “Não há dúvidas de que o YouTube se tornou a plataforma de vídeos online, com a maior quantidade diária de acessos. Os vídeos passaram a se tornar companheiros daqueles que estão isolados em casa e precisam de uma forma de entretenimento. Ou então se torna o espaço ideal para quem deseja fazer publicidade de alguma marca, afinal, sabe que tem um público em especial para alcançar ali. As pessoas não assistem mais televisão como antes, preferem dedicar a atenção ao mundo web”, destaca o videomaker.

Videomaker - Foto Divulgação

Com diversos tipos de vídeos publicados diariamente nas redes sociais, é fundamental que o videomaker esteja por dentro de todas as novidades de cada uma delas: “Cabe ao profissional acompanhar as novas linguagens, novos estilos de edição e até estudar a duração ideal de cada material”.

Advertisement

Para se ter ideia, o crescimento expressivo desta marca se confirma em quatro estatísticas divulgadas no ano passado na Video Marketing Statistics 2020: 85% dos negócios usam vídeo como uma ferramenta de marketing. 99% daqueles que usaram vídeo em 2019, afirmaram que em 2020 continuaram a fazê-lo. 92% dos publicitários afirmam que o vídeo é importante para a estratégia de marketing. E, 85% das estratégias com vídeo utilizam o YouTube.

No entanto, ser um videomaker requer conhecimento de uma série de requisitos. Cajal lembra que “as atividades de um videomaker não estão concentradas apenas na filmagem. Ele é peça importante em toda a criação do vídeo. Na fase da pré-produção, por exemplo, ele deve participar de reuniões focadas no brainstorm e na seleção de locações. Logo após, cabe ao vdeomaker realizar os ajustes para obter o melhor resultado, como: iluminação em locações internas e externas, câmera de vídeo e captação de áudio. Depois disso, a edição e a finalização ficam por conta da pós-produção, juntamente com a conversão e o upload do material. Toda atenção é importante nesta fase, pois é aqui que os recursos audiovisuais são incluídos para que o vídeo esteja de acordo com o objetivo traçado lá no início”.

Como pode se perceber, as tarefas são muitas. Mas Cajal destaca a importância de um bom diferencial para quem deseja investir neste ramo: “Fundamental lembrar que o Videomaker seja inovador e saiba avaliar as melhores formas de apresentar seu trabalho. É essencial ter uma boa bagagem de referências e ter noções de diferentes estilos de arte. Do ponto de vista técnica, os principais conhecimentos técnicos necessários são edição, finalização, tratamento de imagem, captação de imagens, manuseio de equipamentos de câmera e áudio. Além disso, esta pessoa também deve ter plenos conhecimentos de softwares específicos para cada etapa. Alguns deles, o Photoshop e Lightroom, por exemplo, auxiliam no tratamento de imagens. Já o Illustrator e o After Effects são úteis para criação e inserção de motion designs. A edição de imagens pode ser feita utilizando o Premiere Pro ou o Final Cut Pro”.

Videomaker - Foto Ilustração

Como se não vê não é uma tarefa fácil, mas existem caminhos que podem ajudar, reforça Cajal: “Hoje em dia existem formações em cursos como Publicidade e Propaganda, Rádio e TV, Cinema, Edição de Vídeos ou Multimídia. Aliás, os cursos na área de Motion Design são um grande diferencial para o currículo”.

E uma dica valiosa: “Não deixe de montar um arquivo com todos seus trabalhos para apresentar quando for preciso. A produção de conteúdo em vídeo segue crescendo. Aliás, cada vez mais empresas apostam em vídeos para que a audiência gere bons resultados no futuro. Então, mesmo com a pandemia, é possível encontrar oportunidades em várias áreas diferentes além dos tradicionais canais e agências de comunicação. O videomaker pode gravar aulas online, receitas para canais no YouTube, vídeos com foco em treinamentos, entre outros”, completa Cajal.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement

Geral

Breno Augusto Guimarães protagoniza ensaio fotográfico inspirado em filmes clássicos

Published

on

Breno Augusto Guimarães realizou ensaio fotográfico juntamente com a digital influencer, modelo e dancer, Khadija Barbosa.

A dupla posou para os clicks das lentes do fotógrafo Fernando Cedoppio, da FF3 Estúdio, tendo como temas referências cinematográficas de vários filmes clássicos icônicos. O estúdio fica localizado em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Sobre Breno Augusto Guimarães:

Formado pela Faculdade de Estácio de Sá e pela Cal, em graduação e licenciatura, em Educação Física e Artes Cênicas. É dono da empresa Paradise Warriors Filmes. Sobre seus diversos trabalhos tanto no teatro como no cinema e televisão, Breno participou de peças como “Perdoa-me Por Me Traíres” de Nelson Rodrigues, com direção de Cláudio Handrey, da ópera “Macbeth”, de Giuseppe Verdi, com direção de Sérgio Britto, do musical Dolores, com Soraya Ravenle, da “Ópera Rock Pesadelo”, e “O Preço de Arthur Muller” ao lado de Emiliano Queiroz.

Advertisement

No cinema participou do filme “Meu Nome não é Johnny”, “Filhos do Carnaval”, “Ninguém Entra Ninguém Sai”, de Hsu Chien. De filmes estrangeiros participou de “Natale a Rio”, do italiano Chistian De Sica (neto de Vitorio De Sica), do “Going to Brazil”, do francês Patrick De Lune, do “Mexicano Caipirinha Sunrise”, do americano War on War com Danny Trejo.

Breno Augusto Guimarães e Khadija Barbosa – Foto: Fernando Cedoppio

Na televisão atuou em novelas como “A Dona do Pedaço”, “Além da Ilusão”, “Quanto mais Vida Melhor” “Salve Jorge”, “A Força do Querer”, a “Malhação” em quatro temporadas, “Espelhos da Vida”, ” A Dona do Pedaço”, “Pé na Cova”, “Sexo e as Negas”, “Regra do Jogo”, a série Fim (Andrucha Wadington e Daniela Thomas) da Globo; Vidas em Jogo”, “Os Dez Mandamentos”, “Vitória”, “Terra Prometida”, “Jesus”, “Reis” da Record.

Fez diversas campanhas publicitárias como :CONFEF, publicidade TV (2014), BRAHMA, casa X bar (2011), REXONA, campanha de 2010, com Robinho e os Zumbis VIVO, campanha de 2009, Banco do Brasil, Mineirinho e Mídia fotográfica (2008/ 2011), VISA, Hungry Man ( 2007), HSBC, Mídia fotográfica (2007), Asian Games, Academia de Cinema (2005), BP Ultimate, Focus Filmes (2006).

Como roteirista e escritor fez: Participação no núcleo de criação da FM Produções, Roteiro do curta “Paraíso Insólito” com direção de Anselmo Vasconcellos que ganhou 18 prêmios em 20 festivais internacionais, de Los Angeles à Índia, passando por San Diego, Utah, New York, Munich, Cannes Short Corner e em diversos festivais nacionais; o drama doc sobre a vida do meu mestre de boxe Claudio Coelho da Nobre Arte do Cantagalo que já tirou muitos jovens do crime através da sua filosofia de primeiro formar o cidadão e depois o lutador e que treinou grandes feras do MMA campeões.

5 Livros: “Macchu Picchu, Uma Viagem Transcedental”, “Para Falar com Deus”, “Vem Falar com Deus Também”, “O Lugar é Aqui, o Momento é Agora”, “Mensagens Daqui”

Breno Augusto Guimarães - Foto: Fernando Cedoppio

Breno Augusto Guimarães – Foto: Fernando Cedoppio

Ganhou premiações no teatro e no cinema:

Breno ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival Internacional de Teatro de Florianópolis com a peça “Torturas de um Coração”, de Ariano Suassuna, dirigido por Almir Telles, com a Cia Sarça de Horeb; também ganhou prêmio de Melhor Ator no Internacional Glendale Film Festival em Los Angeles, com seu filme “Paraíso Insólito” e ganhou também o prêmio de ator revelação ao lado das lendas, como Tonico Pereira e Eva Wilma ( como melhor ator e como melhor atriz), no festival de FAMA, no ano passado (2021), além de ter prêmio de melhor roteiro no Festival de Cinema Curta Cabo Frio 13° edição. Esse filme, de roteiro próprio do ator Breno Augusto Guimarães e direção de Anselmo Vasconcellos, já ganhou 18 prêmios e indicações em 20 festivais internacionais, de Los Angeles à Índia, passando por Cannes.

Advertisement

No teatro, Breno ganhou premiação em seu esquete de humor de onde é roteirista, ator e diretor, “Bão o Lutador”, no Festival de Teatro de Cabo Frio e em Resende, onde ganhou o prêmio de “Melhor Roteiro” e foi indicado à “Melhor Direção” e “Melhor Ator”.

No Festival de Cenas Curtas de Petrópolis, foi novamente indicado como “Melhor Ator”, seu esquete de humor ” Bão o Lutador”, ficou entre os Top 7.

No Quintas de Graça ( Mas Paga): Trabalho recente agora no dia 25 de agosto, às 21h, estará fazendo uma participação com sua esquete de humor, “Bão o Lutador”, na comédia de esquetes Quintas de Graça (Mas Paga), no Teatro Provocações, um dos três mais novos teatros abertos no Shopping Barra Point.

Breno Augusto Guimarães e Khadija Barbosa – Foto: Fernando Cedoppio

Crédito da maquiadora: @fabianac.lombardo
Crédito das Fotos: Fernando Cedoppio @fernandoretratando
Assessoria de imprensa: Lívia Rosa Santana / Topssimo Assessoria

Advertisement
Continue Reading

Geral

Por que as empresas devem falar sobre etarismo?

Published

on

Fábrica de Criatividade (FDC) promove treinamento para discutir sobre os desafios da diversidade etária e combate ao preconceito de idade

Segundo o IBGE, no Brasil 13% da população tem mais de 60 anos e a partir de 2031 haverá “mais idosos do que crianças e adolescentes, e em 2042 essa população alcançará o número de 57 milhões de brasileiros”. A Fábrica de Criatividade, empresa de gestão da inovação, com um olhar positivo para essa nova realidade vem investindo em times mais heterogêneos e preparando suas equipes. “De acordo com o relatório Global Report on Ageism, produzido pela Organização Mundial de Saúde, metade da população mundial tem atitudes preconceituosas em relação à idade, por isso uma das metas da Fábrica é valorizar quem tem mais experiência e preparar os jovens para atitudes mais positivas, completa Tita Legarra, sócia da FDC.

Sob o tema “Diversidade Etária’, no próximo dia 17, às 18h, o especialista MAURO WAINSTOCK fará uma contextualização sobre o assunto, falará sobre tendências e desafios da diversidade etária e, ainda, dará dicas para o combate ao preconceito de idade. “A expectativa de vida do brasileiro em 1940 era de 45 anos. Em 2020, quando o IBGE divulgou o último levantamento, este número pulou para 76,8 anos”, declara Mauro sobre a importância deste assunto fazer parte do cronograma do RH das empresas. “O objetivo desse encontro é realmente trazer a importância da inclusão de pessoas mais experientes, lembrando, como o próprio Mauro diz, que além da expectativa de vida ter aumentado, TODOS nós iremos chegar na maior idade. E as pessoas estão envelhecendo cada vez com mais energia para continuar no mercado.
Conscientizar os benefícios de ter essa diversidade em empresas de inovação é fundamental . Afinal de contas, repertório é o que agrega e faz nossa caixa transboardar”, completa Tita.

Na ocasião, expectativa de vida, conceito de ageless, mercado de consumo, estatísticas, integração geracional, inspirações reais, provocações, reflexões
recomendações de livros, séries e filmes e apresentação de pesquisas, trabalhos e estudos realizados no Brasil e no exterior farão parte do escopo do programa imersivo. “Qual é o custo de abrir mão da experiência? Quanto vale o aprendizado daqueles que vivenciaram, na prática, vários planos econômicos? Quanto vale o conhecimento daqueles que já cometeram vários erros em suas carreiras; erros estes que, na época, serviram de aprendizado prático e que, provavelmente, não vão mais se repetir? Quanto vale ter vivido em um mundo em que não existia Internet e que obrigou este profissional a se adaptar aos meios virtuais e a se reinventar? Estes diferenciais, que não se aprende em cursos, mas se adquire ao longo dos anos, são extremamente significativos no mundo corporativo”, declara o especialista.

Advertisement

Mauro tem mais de 30 anos de experiência em Comunicação, foi nomeado Linkedin Top Voice & Creator, palestrante sobre diversidade etária e sócio-fundador da consultoria HUB 40+ e conselheiro empresarial, mentor de executivos, professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing e do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças.

Continue Reading

Geral

Picking an Online Info Room

Published

on

A data area, or online collaborative network, can make it easier for you to talk about and get sensitive data. These sites give a variety of features, from basic functions to advanced types. You can find bedrooms that are focused on certain industrial sectors or financial transactions, including mergers and purchases and homework. Other areas may provide specific storage capabilities or perhaps consulting products. It’s up to you to choose the best for you. But whether you choose a web based data room or https://panremmuswebdesign.co.uk/an-introduction-to-web-design/ a traditional physical space will depend on how much your enterprise needs it.

While choosing an online data room, consider the following factors:

An online data room can help you avoid printing out clones of important documents. By utilizing a safeguarded virtual info room, you can protect secret information as well as an excellent level of security. Many network orders placed are protected until the transaction is entire, which is usually accomplished through a SIP telephony system. Drawback is the cost. Most over the internet data area providers charge a monthly payment, which may be worth it in case you carry out various network ventures.

Another great feature of an digital data area is the capacity to edit records in real time. You can write about files with multiple users at once. You can even assign unique roles in order to users. Managers can collection permissions so that only the right people may access them. There’s also a fence view method, which keeps temporary users coming from accessing paperwork. If you’re likely to share info with others, make sure you have appropriate reliability measures in position.

Advertisement

Continue Reading

Mais Lidas

Copyright © TimeOFFame - Todos os direitos reservados